OXIGENOTERAPIA

VIDA NOVA COM QUALIDADE 

A Oxigenoterapia Hiperbárica (OHB) é um método terapêutico no qual o paciente inala oxigênio puro a uma pressão superior à atmosférica, no interior de um equipamento denominado câmara hiperbárica, a fim de promover cura de lesões de pele mais rapidamente, o combate de diversas infecções e doenças graves.

 

A elevação da pressão parcial do oxigênio no organismo em um ambiente pressurizado aumenta a solubilidade deste gás nos tecidos, diminuindo a hipoxemia (baixa concentração de oxigênio) nas lesões.

Com isso promove melhor combate à infecções (devido aumento das atividades fagocitárias) e otimização dos antibióticos (sinergismo).  Além disso, formação de novos vasos sanguíneos (neoangiogênese através do efeito compensatório da hipóxia) e promoção da cicatrização (otimizando a ação de fibroblastos e auxiliando no processo de epitelização da pele lesada).

 

Indicações médicas para OHB:

 

Intoxicações;

Pé Diabético;

Queimaduras;

Osteomielites;

Embolia Gasosa;

Doença de Crohn;

Micoses Refratárias;

Embolia Traumática;

Escaras de Decúbito;

Enxertos e Retalhos;

Síndorme de Fournier;

Necrose por Radiação;

Infecções Necrotizantes;

Lesões por Esmagamento;

Benefícios da OHB:

1) Acelera o processo de recuperação de várias patologias agudas e crônicas;

 

2) Diminuição dos custos globais dos tratamentos pela aceleração da recuperação do paciente e consequentemente redução no tempo de hospitalização

 

3) Abordagem menos agressiva e mais conservadora das intervenções cirurgicas, reduzindo os custos e melhorando a qualidade de vida do paciente;

 

4) Aumento da satisfação dos pacientes pela melhora significativa dos mesmos ou familiares;

 

5) Redução do tempo da internação, do emprego de antibióticos e da necessidade de cirurgias mutiladoras;

 

A OHB é utilizada no mundo todo há cerca de meio século, já no Brasil, de forma reconhecida, há 20 anos.

Sua aplicação é regulamentada pelo Conselho Federal de Medicina (Resolução 1475/95), que estabelece os pontos mais importantes dessa atividade, enquanto a Sociedade Brasileira de Medicina Hiperbárica (SBMH) estabelece critérios para a classificação das lesões e dos pacientes que serão submetidos ao tratamento.

Para maior conhecimento, além de consultar seu médico, sugerimos os links: